segunda-feira, 23 de junho de 2008

Finalistas

Escrever uma fita, ver centenas de trajes, assistir a uma cerimónia tão diferente da de há 7 anos fez-me pensar: Onde estamos todos? Como é que nos perdemos se partilhámos tanto? Onde é que errámos? Quando escrevemos "para sempre" ou quando nos esquecemos das promessas no dia a seguir?

3 comentários:

Jessica disse...

Fizeste-me pensar muito no dia 19 de Maio. Fico triste por ter perdido algumas das pessoas mais interessantes e criativas e divertidas que já conheci (lembro-me assim de repente do João, da Ana, da Marisa). Mas sei onde está quem interessa e quando digo "para sempre" não me esqueço. Ainda que passem muitos anos.

mafaldinha disse...

Sim, custa pensar no dia e não pensar naqueles que "perdemos" pelo caminho. Mas gosto também de recordar as gargalhadas e aquela sensação de que podia ser uma das últimas vezes com aquelas pessoas.

Ficaram alguns bons, mas os que não ficaram deixaram um vazio demasiado grande.

Penso muitas vezes se também eles hoje pensam com saudade naquele dia, se também eles sentem falta, se também eles maldizem o tempo, a distância e o medo de voltar a dizer "para sempre".

rita disse...

Vou-me meter, posso?
Sabem? Tenho PAVOR, medo, e todos os sinónimos que lhe queiram arranjar, das verdades essas que se impõe, da vida, do depois de...do adeus!