segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Nice

Cheguei há uns dias mas o meu ouvido continua a sentir falta de quem lhe sussurrava segredos pouco secretos todo o dia. É estranho, mas o intruso que fazia perguntas incómodas hoje é parte importante dos meus dias. Os sentimentos crescem na mesma medida que as distâncias e os sorrisos prolongam-se entre confidências e silêncios. Tivemos o azul tranquilo do mar a embalar-nos e deixámos escapar o tempo depressa de mais. Acabou Nice, mas ainda temos Lisboa. E estes braços à espera do abraço prometido.
*A nossa própria caixa de mensagens resolveu ostracizar-me. Mas acrescento aqui que não há novidades, há o auricular do walkie-talkie que agora já não magoa, umas conversas divertidas sobre ex-namorados com a Maya D, o tempo que fugiu sem que me deixasse ver muito da cidade e a Tami V que possivelmente não vamos voltar a ver. Ponto. Mas se houver novidades eu aviso...

3 comentários:

K@T disse...

Mau, mau... Cheira-me a novidades fresquinhas :P

mafaldinha disse...

Eu acho o mesmo, mas ela não se descose ;)

K@T disse...

Ok, fico convencida, mas depois quero saber tudo mais detalhadamente (a propósito, como se portou o Ursinho Polar?).

E quanto à Tami, então que novidade é essa? É uma pena, vai fazer falta :(