domingo, 23 de janeiro de 2011

Pretending

E agora vamos fingir que hoje é ontem. Vamos fingir que não estou aqui e sim contigo. Vamos fingir que já não vivemos longe uma da outra (primeira razão para a criação deste blogue) e que continuamos a conseguir estar presentes como sempre (o nosso sempre). Vamos fingir que a minha cabeça ontem não estava a mil à hora e te dei os parabéns como deve ser. Vamos fingir que me disseste com todas as letras a tua prenda ideal e que eu vou conseguir cumprir os teus desejos. Vamos fingir que a vida não é isto, a distância, o caminho, a estrada, o querer estar sem poder, ...
E porque continua - e continuará sempre - a ser verdade:

Where you lead, I will follow, anywhere that you tell me to,...

Parabéns de novo, Jess, é um luxo ter-te de amiga!!!

3 comentários:

ananâs disse...

:)

Jessica disse...

Sabes que tenho a mania que sou uma durona insensível mas há certas situações em que sou de lágrimas generosas. Conseguiste-as! Este aniversário não foi especial em nenhuma medida, não tive prendas maravilhosas (quase não recebi presentes, na verdade) mas ainda assim foi dos melhores dias de anos de que me lembro. Não sei explicar porquê. Sabes que detesto fazer anos, não gosto de comemorar e não fizemos nada disso no sábado. Não me cantaram os parabéns, não tive sequer bolo. Foi um dia tão normal e no final de contas tão feliz, que a única explicação é o acaso. Foi um dia de sorte. Foi tão bom estar em casa. Foi tão bom estar rodeada de pequeninas gargalhadas e sorrisos. Foi tão bom receber todas aquelas mensagens das pessoas de quem estava à espera. Foi tão bom todos os telefonemas (como o teu) de quem estava à espera. Foi tão bom nem ter ficado triste com todas as mensagens e telefonemas que estava à espera mas não recebi. Por isso te dizia que não preciso de uma prenda. Um simples telefonema foi o suficiente para o meu dia ser feliz. Mas este post está lá, lado a lado com o telefonema, para um aniversário perfeito. Chega de lágrimas generosas. Obrigada. É um privilégio ter-te comigo ;)

mafaldinha disse...

Sabes, amiguinha, sinto-te a falta todos os dias ainda que saiba que estás sempre por perto. Ainda bem que o teu dia foi feliz, era o que eu mais desejava para ti, e que a partir deste todos os seguintes o sejam também.