sábado, 21 de maio de 2011

Roubos da alma

Disseram-me ontem que era fotogénica e natural depois de me tirarem um retrato. Lembrei-me, invariavelmente, de ti. De como fotografar era uma coisa só nossa, de como jamais saí tão bem numa foto até te conhecer. Não sei se era a plenitude dos sentimentos que aparecia através da lente ou se era a frase mágica que me dizias antes de carregar no botão, o que fazia que a minha aura se iluminasse e eu até parecesse mais ou menos em fotografias tiradas por ti.

2 comentários:

Álvaro disse...

Que raio de míuda que não fêz um post sobre o "nosso dia"... macambúzio total fico agora :( jejejeje tava a brincar :) beijinhos

mafaldinha disse...

Beijinhos